PUBLICIDADE

Topo

Luciana Bugni

Loreto pede desculpas no Instagram: Débora Nascimento não tem Whatsapp?

Universa

21/02/2019 14h34

Resumo rápido para quem esteve na Lua na última semana.

    1. Débora Nascimento e José Loreto se separaram. 
    2. Parece que Zé traiu Débora. 
    3. Débora deixou de seguir Zé nas redes sociais – e isso virou notícia.
    4. Uma colega de elenco (sem citar nomes) é culpada pela traição. 
    5. A colega ganha nome: Marina Ruy Barbosa. E ela nega nas redes sociais.
    6. As amigas da "amante" deixam de segui-la nas redes sociais – e isso vira a notícia mais comentada do dia. 
    7. O planeta caiu em cima da suposta amante como se a culpa fosse só dela e não do homem que traiu a mulher.
    8. José Loreto fez um post nas redes se desculpando. Se você não acredita que ele tenha a cara de pau de pedir desculpas publicamente por uma atitude errada que teve no privado (obrigada pela percepção, Natália Eiras), abaixo está a obra de arte.

View this post on Instagram

 

"Errei sim, manchei o teu nome." Débora, você tem todas as razões para estar magoada comigo. Te dei motivos, indícios, diria que até provas, que eu mesmo, se estivesse no seu lugar, diria que são inquestionáveis. Mas a vida real às vezes surpreende até as "vidas de novela". A realidade é cruel, tem conseqüências e verdades que não agradam à audiência. Na realidade do meu momento, preciso te dizer que não fui legal com você, cruzei fronteiras emocionais que hoje me arrependo profundamente. Não quero dar nomes, não posso fazê-lo. E também acredito que o reconhecimento de nossas falhas é um processo individual e intransferível. Sem contar que, apesar das evidências, eu te juro que nada aconteceu. Sei que é difícil de acreditar, mas nem sempre a verdade é translúcida. Peço perdão a você e à nossa filha, antes de quaisquer outras pessoas, pois vocês foram as verdadeiras vítimas da minha hesitação. Peço desculpas a todas as pessoas que, de alguma maneira, foram envolvidas neste espetáculo público que eu causei. Peço desculpas ao público que sempre me prestigiou por desapontá-lo. Peço desculpas a todas as mulheres que se sentiram ofendidas por essa situação. Peço a todos que, neste momento, me dêem a oportunidade de reencontrar o silêncio necessário para que a gente possa voltar a se ouvir. Peço ao universo que me ajude a te reconquistar, meu amor.

A post shared by José Loreto (@joseloreto) on

Eu juro que queria parar de falar (e ouvir) sobre assunto, mas José Loreto não me ajuda. Dessa ladainha toda, eu só penso em uma coisa: Debora Nascimento não tem Whatsapp?

Veja também:

Nada contra quem não tem Whatsapp: eu tenho até amigos que são avessos ao aplicativo.

Mas só isso pode explicar a repentina declaração de amor — 4 dias depois do fim da relação ser anunciado — ser pública.

Se ela tivesse Whatsapp, poderiam tratar disso inbox. Essa maneira antiga de tratar o parceiro, numa conversa a dois, discretamente, pode render muita mais compreensão do que um post público. Afinal, apesar do Brasil todo aparentemente só se preocupar com isso, o casamento deles diz respeito a eles dois apenas. Tanto que a possível inclusão de Marina Ruy Barbosa nesse combinado deu o bafafá que deu.

Não é de hoje que a gente perdeu a noção do uso devido das redes sociais. Casais piraram há muito tempo na relação do que é público  e o que é privado, mesmo sendo anônimos. Fazemos nas redes declarações que nunca fizemos em casa — e achamos que isso basta. Está tudo errado faz tempo.

Mas fico tentando me colocar no lugar da mulher possivelmente traída. Como seria se eu recebesse uma confissão de traição (ou não, não dá para entender pelo texto) para todo mundo ver. Um assunto importantíssimo, que mudaria o rumo da minha vida e da vida de meu filho, sendo analisado por todos. Acho que ficaria ligeiramente mais possessa. Por que além de ser atriz, uma pessoa cuja vida interessa é vasculhada por todos, ainda vem o cara que te traiu pagar de bom moço na internet?

Débora se mostrou discreta atá aqui. Zé Loreto, ao que parece, além de causar o desconforto, expôs a situação. Se era boato, virou fato após seu post. Será que é isso que a mãe de sua filha queria? Se o reconhecimento de falhas é pessoal e intransferível, como ele diz no post, ele precisa fazer uma carta aberta à mulher?

E, já que ele fez essa pataquada, não era o caso de defender as mulheres envolvidas, afirmando-se culpado? Ou assumir vai impedi-lo de jogar a culpa na amante e, assim, dificultar o perdão de Débora? Insisto: se ele não tivesse tornado a própria conversa com a mulher um assunto de domínio de todos, sairia minimamente mais elegante da história, estando errado ou certo.

A situação fez com que Débora lidasse, além de tudo que está acontecendo com ela, com as fãs que pediam para  ela perdoar — como se o fato de se arrepender de um ato que ele nem sequer assumiu fosse a redenção. Não estou julgando quem perdoa ou não traição, mas não é absurdo que  as pessoas se achem no direito de pedir que ela perdoe?

Detalhe: minutos após seu desabafo, a postagem tinha 6 mil curtidas. 12h depois, 600 mil curtidas. No momento em que escrevo esse post, são quase 800 mil.

Acredite se quiser: Loreto saiu de bom moço.

Quantas curtidas teria uma mulher que admite publicamente ter traído o marido?

 

Sobre a autora

Luciana Bugni é gerente de conteúdo digital dos canais de lifestyle da Discovery. Jornalista, já trabalhou na “Revista AnaMaria”, no “Diário do Grande ABC”, no “Agora São Paulo”, na “Contigo!” e em "Universa", aqui no Uol. Mora também no Instagram: @lubugni

Sobre o Blog

Um olhar esperançoso para atravessar a era digital com um pouco menos de drama. Sororidade e respeito ao próximo caem bem pra todo mundo.