menu
Topo
Luciana Bugni

Luciana Bugni

Marquezine magra, Carla Perez gorda... na internet não existe meio termo

Universa

06/09/2018 04h00

Ela está passeando, trabalhando e a galera está "preocupada" com o peso dela… (Reprodução: Instagram)

Dia desses, uma amiga me contou que, em uma visita ao dermatologista para ver se uma pinta era perigosa ou não, saiu com um orçamento de R$ 11 mil para tratar um bigode chinês em que ela nunca tinha reparado. "Você acredita que eu cheguei em casa e aquilo saltou à minha vista no espelho?", ela me perguntou. A médica chamou atenção para o "defeito" e ela passou a pensar nele.

Lógico que eu acredito. Nem sempre estamos com a autoestima  alta o suficiente para ouvir qualquer crítica e simplesmente ignorar. Minha amiga disse que pensou melhor e concluiu que aquele princípio de ruga ao redor da boca não era grande coisa. Economizou R$ 11 mil reais e continua muito bem, obrigada.

Veja também

Carla Perez também parece estar bem tranquila com o próprio corpo. Ao postar uma foto no Instagram de maiô (feliz da vida, no mar) tomou logo um "está gordinha" nos comentários. "Tô feliz e com saúde, é o que importa. O resto, a gente queima amanhã na academia", ela disse. Logo em seguida, chuva de elogios ao seu corpo e ao seu bom humor.

Bruna Marquezine também passou perrengue ontem com a opinião alheia. A atriz postou uma foto de sua viagem pela Europa, onde cumpre comprimissos por cidades italianas. No caso de Bruna, faz parte do trabalho mostrar as roupas que usa, muitas vezes em posts patrocinados.

Pois choveram comentários dizendo que a atriz está muito magra. A galera encanou nas canelas de Bruna que, segundo os comentários, estão finas demais. Eu nem entendo porque alguém olha a canela da outra quando a foto tem um cenário como o de Veneza no fundo, mas vá lá. Aí entra toda sorte de opinião: que homem gosta de mais carne, que ela pode estar doente, que estão preocupados com ela… haja paciência.

Pois bem, Bruna perdeu a paciência. E gravou um desabafo longo no Stories contando inclusive que já tomou laxante todos os dias para emagrecer. Ela explica bem porque esse tipo de comentário pode machucar alguém (e diz que não está abalada, está bem, só quis esclarecer).

"Ser sincero é diferente de ser sem noção. As pessoas não podem dar opinião. Por que perder seu precioso tempo diminuindo outras mulheres? O nosso corpo não foi feito para agradar ninguém. Esses comentários fazem a gente ficar pior. As nossas palavras podem abençoar ou amaldiçoar a vida de outras pessoas", ela afirma nos vídeos. Ela está brava, mas bem humorada e parece ver as coisas com clareza.  Depois disso, foi assistir um desfile em Verona, como se nada tivesse acontecido.

Não acredito que Bruna vai tentar engordar porque alguém na internet disse que ela está magra – ela já passou por isso no passado e afirma ter aprendido a se fortalecer. Duvido que Carla Perez durma pensando se realmente está mais gordinha na foto em que está de maiô. Mas ouvir qualquer tipo de comentário sobre o corpo – especialmente de desconhecidos, quando não perguntamos – é chato demais.

Tudo bem, elas são famosas e estão um pouco mais sujeitas a isso do que nós, mortais. Mas cada vez que eu escuto que estou magra ou despenteada demais não sinto vontade de arrumar o cabelo ou engordar. Sinto vontade de arrumar serviço para a pessoa que acha que está prestando um favor ao dividir a sua opinião. A gente precisa estar desocupada demais para sair respondendo o que não perguntaram. Queria eu ter esse tempo livre.

Em tempo: Bruna, quero seu vestido. É lindo. A foto também. Que sorte posar em Veneza meio vazia, sem tanto turistas nas praças. E Carla, seu sorriso está um absurdo de lindo e a foto também. Queria estar num mar desse agora e não estaria na internet falando da vida dos outros.

Só isso mesmo.

Quem consegue ver alguma coisa além de felicidade nessa foto? (Reprodução: Instagram)

Sobre a autora

Luciana Bugni é jornalista e escritora. Vive entre quatro rapazes, muitas bolas de futebol e uma gata, descomplicando a vida e parindo ideias. Edita conversas antigas (é cada resposta que a gente poderia ter dado...), cardápios e reportagens na Universa, aqui no UOL. Já trabalhou na “Revista AnaMaria”, no “Diário do Grande ABC”, no “Agora São Paulo” e na “Contigo!” e se especializou em jornalismo feminino popular. Acredita no amor, que mostarda melhora tudo e que as madrastas são uma classe injustiçada pela literatura infantil.

Sobre o Blog

Um olhar esperançoso sobre a geração que está com 30 e poucos anos, recorrendo aos apps de paquera na marra ou tentando salvar o segundo casamento com todas as forças. E enquanto isso, trabalha, cria pessoinhas e faz de tudo para se divertir (desde que o samba é samba é assim).