Luciana Bugni

Por que Carolina Dieckmann fazer faxina choca tanto as pessoas?

Luciana Bugni

14/11/2017 08h00

Dá para fazer faxina e continuar sendo linda, mores (Foto: Reprodução/Instagram)

Primeiro a Fernanda Lima declarou que, morando nos EUA, lava louça todos os dias e faz de tudo para mostrar aos filhos que as coisas não vêm prontas. “Lá é: ‘Vamos lavar roupa, vamos tirar as coisas do chão, vamos arrumar a cama, tirar o prato da mesa, lavá-lo’. Está sendo muito difícil para eles, porque por mais que eu tentasse exercitar isso em casa no Rio, no fim, eles sabiam que alguém ajudaria. E hoje não, eles entendem que a responsabilidade pelas coisas deles é deles mesmos. Está sendo bastante interessante. Queria muito que eles tivessem consciência”, ela declarou.

Essa semana, foi a vez da Carolina Dieckmann dizer que, morando em Miami, é responsável pela limpeza da própria casa: “Minha vida no Brasil não me permitia cozinhar, limpar minha casa, levar meu filho à escola… Eu comecei a trabalhar com 13 anos. E, quando se faz novela, série, não tem hora para acabar. Você não consegue cuidar da sua vida e conta com muitas ajudas. Lá, eu não tenho isso. Faço faxina mesmo. Hoje, eu sei tudo o que tem na despensa da minha casa, sei o produto de limpeza que eu compro para limpar o chão. E estou amando poder passar por isso e entender esse cotidiano diferente do que eu tinha”, ela disse em uma entrevista.

Acho legal que as famosas, que nunca tiveram essa oportunidade no Brasil, escolham passar por isso na gringa. Acredito que você cresce como ser humano quando limpa a própria privada. Pode ser que, quando elas voltarem ao país, deixarão o costume de lado, já que a rotina vai sugá-las para o trabalho, a casa deve ser imensa e, oras, limpar a casa só é interessante quando é de vez em quando. Quando pessoas, como eu e você, que limpam a própria casa todo dia, leem que é “interessante” passar por isso, têm uma coceira na nuca. Interessante é ver séries, tomar sorvete artesanal italiano, sair com os amigos e viajar pra outros continentes. Limpar a casa é só, bem… limpar a casa.

O que não dá para entender é quando foi que limpar a casa virou uma função menor. “Você faz isso todo dia? Devia pagar para alguém te ajudar”, sempre escuto alguém dizendo. Pois tive mais epifanias nessa vida limpando um banheiro do que lendo Dostoiévski. A função é ingrata? É, bastante. O trabalho de casa só aparece quando você não faz? Sim. Ainda é uma crença entre os filhos que as roupas se passam sozinhas, mas quando não estão passadas na gaveta é o fim do mundo? É. Mas o trabalho em casa é só o trabalho em casa. Para mim, para você, para Fernanda Lima e Carolina Dieckmann. Um rodo é só um rodo. Um balde é só um balde. Nada disso te torna menor, seja você branca ou negra, rica ou pobre, atriz da Globo ou não.

E quando sobrar um tempo, com tudo em ordem, aquela série vai ficar mais interessante. O sorvete italiano mais gostoso. E, quem sabe, vai sobrar dinheiro para viajar para outros continentes (onde, é importante dizer, todo mundo limpa a própria casa, viu?).

Sobre a autora

Luciana Bugni é jornalista e escritora. Vive entre dois adolescentes, um bebê e uma gata, descomplicando a vida e parindo ideias. Edita comerciais na TV, conversas antigas (é cada resposta que a gente poderia ter dado...), cardápios e a revista “AnaMaria”. Já trabalhou no “Diário do Grande ABC”, “Agora São Paulo” e na “Contigo!” e se especializou em jornalismo feminino popular. Acredita no amor, que mostarda melhora tudo e que as madrastas são uma classe injustiçada pela literatura infantil.

Sobre o Blog

Um olhar esperançoso sobre a geração que está com 30 e poucos anos, recorrendo aos apps de paquera na marra ou tentando salvar o segundo casamento com todas as forças. E enquanto isso, trabalha, cria pessoinhas e faz de tudo para se divertir (desde que o samba é samba é assim).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Blog Luciana Bugni
Topo